Lavoura contra o tráfico de pessoas

Você sabia que hoje, 30 de julho, é marcado como o Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas?

Segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, cerca de 72% das vítimas são mulheres e meninas e o percentual de vítimas infantis mais do que dobrou de 2004 a 2016, chegando a perto de 30%.

Diante disso o Evangelho nos ensina a praticar a Justiça e nos posicionar contra qualquer tipo de injustiça.

Faz parte da prática cristã a busca da vontade de Deus e segundo Mateus 5.6 Jesus disse: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;” (Mateus 5:6)

Em outra versão a palavra é “sede de fazer a vontade de Deus“, ou seja, quando praticamos a justiça estamos fazendo a vontade de Deus.

O apóstolo Tiago nos chama atenção para um fator muito importante sobre Religião, dizendo que “Para Deus, o Pai, a religião pura e verdadeira é esta: ajudar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e não se manchar com as coisas más deste mundo.” Ou seja, nossa prática religiosa necessariamente precisa se acompanhada pelo socorro ao necessitado.

Sabendo disso, o que você pode fazer?

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a prevenção sempre será a melhor solução, mas ao verificar que existem indícios de tráfico humano, siga as seguintes orientações:

1) Duvide sempre de propostas de emprego fácil e lucrativo.

2) Sugira que a pessoa, antes de aceitar a proposta de emprego, leia atentamente o contrato de trabalho, busque informações sobre a empresa contratante, procure auxílio da área jurídica especializada. A atenção é redobrada em caso de propostas que incluam deslocamentos, viagens nacionais e internacionais.

3) Evite tirar cópias dos documentos pessoais e deixá-las em mãos de parentes ou amigos.

4) Deixe endereço, telefone e/ou localização da cidade para onde está viajando.

5) Informe para a pessoa que está seguindo viagem endereços e contatos de consulados, ONGs e autoridades da região.

6) Oriente para que a pessoa que vai viajar nunca deixe de se comunicar com familiares e amigos.

Em caso de Tráfico de Pessoas, denuncie!>Disque denúncia: 100

Categories:

No responses yet

Deixe uma resposta